Métricas de Comunicação Interna: a importância de entender esses dados

Métricas de Comunicação Interna

Depois de elaborar uma estratégia de Comunicação Interna completa é preciso medir seus resultados. As métricas na Comunicação Interna apresentam os dados da performance e do desempenho da comunicação e são essenciais para definir os próximos passos estratégicos da empresa.

Nos últimos dois anos, a Comunicação Interna passou por um processo acelerado de digitalização. Esse fato é confirmado por 66,3% das empresas que participaram da pesquisa Social Base/Ação Integrada em 2021.

Assim que a pandemia centralizou a comunicação no digital, isso exigiu que gestores estivessem atentos as suas métricas, já que a Comunicação Interna não deve ser feita de modo especulativo.

Por que observar as métricas?

É comum pensar que é difícil mensurar o impacto de uma Comunicação Interna, muitos acham que os resultados são imprecisos ou relativos. Sejam quais forem os objetivos – aumentar produtividade, gerar engajamento, comunicar dados ou aumentar a participação entre os setores – há indicadores que ajudam a entender como o conteúdo é recebido.

As métricas fazem com que a comunicação se torne mais participativa, e não apenas um mero instrumento de gestão. Todas as áreas da empresa são beneficiadas por essa análise – como por exemplo o RH pode entender melhor os motivos da alta ou baixas taxas de rotatividade da empresa.

Ninguém quer perder tempo e dinheiro com formatos de comunicação fracas. A saída é mensurar as taxas de engajamentos, número de leitores de comunicados, feedbacks, assim como retorno sobre investimentos (ROI).

Mas por onde começar a analisar as métricas da Comunicação Interna? Os indicadores são:

LinkedIn

A página de LinkedIn de uma empresa é o ponto chave para comunicação interna com os colaboradores. A plataforma é considerada a mais eficaz para empresas e permite visualizar a interação com cada tipo de conteúdo.

São disponibilizados relatórios dos últimos 30 dias de conteúdo em fotos, vídeos ou textos publicados. Por meio do aplicativo você consegue entender o que trouxe mais cliques, o tráfego orgânico ou o pago.

E-mail corporativo

Com o disparo periódicos de e-mails, é importante analisar se eles estão realmente sendo abertos.

A taxa de abertura, assim como a taxa de cliques nos links sugeridos nos e-mails são indicativos de que a mensagem para os colaboradores é efetiva. É recomendado que a taxa de leitura dos e-mails fique no mínimo de 37%.

Instagram, Twitter e Facebook

As empresas que possuem contas específicas para o engajamento dos colaboradores nas redes sociais podem analisar suas métricas facilmente. As redes sociais possuem aba de gerenciamento com histórico de interações, curtidas, compartilhamentos, cliques e comentários no conteúdo postado.

Além disso, é possível observar qual é o horário mais indicado para fazer a publicação de novos conteúdos. Um pequeno gráfico indica quais dias das semanas os seguidores estão mais ativos. Se um conteúdo de Comunicação Interna teve baixa interatividade em um horário popular, talvez seja preciso repensá-lo.

Vídeos corporativos

O uso de vídeos corporativos é um formato de mídia mais acessível do que longos textos. Muitas vezes é hospedado diretamente no YouTube ou nos aplicativos corporativos.

Analisando as métricas é possível ver se os colaboradores abandonam o vídeo no meio, a taxa de reprodução e se há alguma interação com o conteúdo.

Os gestores podem analisar esses dados e ver quais conteúdos que mais atraem o seu público interno, assim como a extensão do vídeo (um formato mais dinâmico ou lento) mais recomendada e a melhor periodicidade – diária, semanal ou mensal.

Blog interno e site

As taxas de cliques são as mais importantes, pois demonstram que o colaborador não ficou preso ao título do artigo, mas sim pode lê-lo e compreendê-lo.

Também é possível analisar o tempo de permanência da pessoa no artigo ou página do site como termômetro do conteúdo vinculado.

Apps de comunicação interna

Aplicativos corporativos, como AppTalk, facilitam a mensuração das métricas na Comunicação Interna e são a maneira mais simples de rastrear o engajamento nos conteúdos publicados e garantir que a informação realmente chegou ao colaborador.

Os apps suportam todas as formas de mídias, assim como compartilhamento de documentos em nuvem e textos. É possível ver todas as taxas de abertura dos arquivos, cliques nos textos, aberturas das notificações, dados dos colaboradores e posts mais acessados dentro da interface.

Inscrição em eventos

Avaliar a adesão aos eventos e benefícios da empresa, sejam eles palestras ou apenas confraternizações, demonstra a qualidade do envolvimento dos colaboradores com as atividades fornecidas.

Análise quais eventos possuem mais adesão e qual é a rapidez de inscrições, esses são indicativos da qualidade da comunicação e demonstram se está alcançando os colaboradores.

TV Corporativa

A TV Corporativa é uma ótima ferramenta para promover a percepção interna sobre a própria empresa. Para trabalhar com esse Comunicação é importante ter em mente o número de conteúdos que está veiculados na TV, essa informação vai demonstrar se a quantidade de conteúdo está sendo adequada para a empresa.

Também é possível analisar a taxa de visualizações dos conteúdos por meio da WEB TV. Na plataforma você consegue ver comentários, número de visualizações e a escolha de conteúdo! A plataforma analisa também os dados do conteúdo postado, além de mostrar o engajamento dos colaboradores.

Conclusão

Como pudemos ver, a checagem de métricas deve fazer parte da cultura da empresa e servir como um guia para a criação de estratégias.

Para facilitar a gestão desses dados, o AppTalk é o aplicativo corporativo de distribuição de conteúdo que concentra todas as métricas na Comunicação Interna. Um texto pouco lido ou um vídeo corporativo com baixa interação são indicativos de que é preciso pensar em outro formato de conteúdo.

Esses dados serão de grande ajuda se forem compartilhados com todos os gestores para checar se a Comunicação Interna está sendo efetiva, ou se precisa de uma repaginada com novos investimentos.

Emanuela Vieira

Estudante de jornalismo com experiência em redação publicitária, criação de conteúdo e redes sociais.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *